Centro Brasil No Clima

​Av. Marechal Câmara, 160 / sala 418
Rio de Janeiro - RJ - Brasil - CEP 20020-080

E-mail:
contato@centrobrasilnoclima.org
cbc@centrobrasilnoclima.org

Telefones: +55 21 2262-1202 / +55 21 2210-7102

Fique por dentro das notícias do CBC

Notícias do Brasil

  • centrobrasilnoclima

CBC participa da Cúpula dos Governadores dos Estados da Pan-Amazônia

A Pontifícia Academia de Ciência do Vaticano foi o palco da 1ª Cúpula dos Governadores dos Estados da Pan-Amazônia, que reuniu nomes tanto do Brasil quanto de países limítrofes, nesta segunda-feira. O objetivo era debater o papel dos governos sublocais na questão climática.


Estavam no encontro os governadores do Amapá, Valdes Gois (presidente do consórcio dos estados amazônicos), do Amazonas, Wilson Lima, do Piauí, Wellington Dias, do Pará, Elder Barbalho e do Maranhão, Flávio Dino. Outro nome presente foi o ministro de meio ambiente da Colômbia, Ricardo Lozano. A Igreja Católica esteve presente através do Monsenhor Roberto Sorondo e dos cardeais Claudio Humes e Pedro Barreto, que reafirmaram o posicionamento do Papa Francisco e a declaração do Sínodo.


Ricardo Salles, ministro do meio ambiente brasileiro, cuja presença fora anunciada, não compareceu. O governo federal foi representado pelo Secretário de Soberania, Fábio Marzano, que exerceu a missão impossível de concordar com a maioria das conclusões do sínodo e garantir que o governo Bolsonaro zelava rigorosamente pelo meio ambiente.


O tom geral dos governadores foi de considerar a questão climática, defender a floresta e afirmar a necessidade de mecanismos sustentáveis de desenvolvimento. Para Barbalho, “a floresta em pé é um ativo”. O governador Pará ainda defendeu a necessidade da regularização fundiária, e garantiu que não há nenhuma necessidade de mais desmatamento para aumentar significativamente a produção.


O governador do Piauí, Wellington Dias, levantou a questão do pagamento de serviços ambientais, enquanto Flavio Dino, do Maranhão, criticou o discurso de “soberania” como pretexto para variadas agressões ambientais. Valdes Gois, do Amapá, argumentou sobre a remuneração do estoque de carbono nas florestas. Todos os governadores defenderam a continuidade do Fundo Amazônia, sem detrimento de fundos estaduais que poderão ser criados.


O diretor executivo do CBC, Alfredo Sirkis, reafirmou o papel central dos estados nesse momento em que o governo federal vem promovendo retrocessos e o desmonte de décadas de construção ambiental e climática: “os estados precisam assumir a liderança do processo. A comunidade internacional precisa criar mecanismos financeiros de pagamento por serviços ambientais, precificação positiva do carbono e garantias para investimentos na descarbonização”.

Assista o vídeo abaixo que contém detalhes da reunião.


19 visualizações